jusbrasil.com.br
24 de Maio de 2017

[Enquete] Qual o melhor cenário político perante as últimas delações?

Com as novas delações envolvendo o presidente Michel Temer, qual o melhor cenário político para nossa presidência?

Jusbrasil Perguntas e Respostas
há 5 dias

Com as novas delações envolvendo o presidente Michel Temer, queremos propor um debate respeitoso e fundamentado (como os jusbrasileiros sempre o fazem) sobre a melhor opção para o futuro da presidência.

Cenário 1Temer continua como Presidente até 2018, mesmo diante das acusações e cenário político atual. Em contrapartida, a economia seguiria se recuperando (de acordo com os números divulgados pelo Governo Federal) e em 2018 teremos a oportunidade de nós mesmos escolhermos o Presidente da Republica;

Cenário 2Temer renuncia ou sofre impeachment, o Presidente da Câmara assume temporariamente e em 30 dias convocará uma eleição indireta. Traduzindo, o poder de escolha do nosso Presidente estará nas mãos do Congresso Nacional;

Cenário 3Antecipação de eleições diretas, mesmo que isso demande um tempo muito maior pois precisamos de uma PEC para aprovar o pleito. Enquanto isso, Rodrigo Maia, mesmo sendo alvo da Lava Jato ficaria na Presidência da República até as eleições.

Cenário 4: Enxerga outro cenário? Então deixe seu comentário abaixo!

Enquete Qual o melhor cenrio poltico perante as ltimas delaes

A sua opinião é muito importante para o futuro do país, não deixe de comentar!

Gostaria de ver mais opiniões? Recomende este documento para que ele chegue a mais pessoas.

O Brasil agradece!

A nossa missão é tornar a informação muito mais acessível. Por isso, separamos os questionamentos mais recorrentes entre os membros da nossa comunidade para que elas sirvam de base para todos compartilharmos conteúdo com mais objetividade. Participe.
Disponível em: http://perguntaserespostas.jusbrasil.com.br/artigos/460462502/enquete-qual-o-melhor-cenario-politico-perante-as-ultimas-delacoes

67 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Temer renuncia (alternativa única) e elege-se alguém com capacidade de liderança que certamente será do PMDB mas que possa dar seguimento às mudanças importantes que estavam em pauta, como a reforma trabalhista e previdenciária, porque não acredito que Temer consiga recuperar o prestígio perdido junto ao congresso ( cenário 1). No cenário 2 o impeachment pode se arrastar por tempo longo demais ou não acontecer, o que seria desastroso.
Quanto as eleições diretas, (cenário 3) neste momento seria um circo completo. continuar lendo

Penso exatamente o contrário, pois sou contra a mudança! continuar lendo

Cenário 4, não comentado na mídia: Cassação da chapa Dilma-Temer pelo TSE se a cassação ocorrer a menos de 6 meses para o término do mandato. Nesse caso haverá novas eleições, sem precisar da PEC, já que Código Eleitoral disposto nos arts 214 a 224 prevê essa possibilidade. Segue artigo 224:

Art. 224. Se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do país nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações e o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias.

§ 1º Se o Tribunal Regional na área de sua competência, deixar de cumprir o disposto neste artigo, o Procurador Regional levará o fato ao conhecimento do Procurador Geral, que providenciará junto ao Tribunal Superior para que seja marcada imediatamente nova eleição.

§ 2º Ocorrendo qualquer dos casos previstos neste capítulo o Ministério Público promoverá, imediatamente a punição dos culpados.

§ 3o A decisão da Justiça Eleitoral que importe o indeferimento do registro, a cassação do diploma ou a perda do mandato de candidato eleito em pleito MAJORITÁRIO acarreta, após o trânsito em julgado, a REALIZAÇÃO de NOVAS ELEIÇÕES, INDEPENDENTEMENTE do número de VOTOS ANULADOS. (Incluído pela Lei nº 13.165, de 2015)

§ 4o A eleição a que se refere o § 3o correrá a expensas da Justiça Eleitoral e será: (Incluído pela Lei nº 13.165, de 2015)

I - indireta, se a vacância do cargo ocorrer a menos de SEIS MESES DO FINAL DO MANDATO; (Incluído pela Lei nº 13.165, de 2015)

II - direta, nos demais casos. (Incluído pela Lei nº 13.165, de 2015)

(Enfatizado termos em letra maiúscula). continuar lendo

Sigo totalmente a opinião do mestre José Roberto. Não há saída para Temer. O país não pode ficar refém de políticos corruptos a pretexto de salvar a economia. É só essa corja sair do poder e o país se recupera. Com aqueles que compactuaram com a ladroagem comandando a economia continuaremos aos trancos e barrancos, como sempre aconteceu. continuar lendo

Procurador Janot disse em março de 2016 que a Organização Criminosa não existiria se não tivesse Lula no comando (Nos Eua ele é conhecido como Official 1 e Dilma como Official 2). Temer foi escolhido duas vezes como vice justamente para comandar a maioria do PMDB e dar aval ao projeto de poder petista.
Eu enxergo Temer como uma extensão do governo Dilma, logo, acho que deve ser cassado pelo TSE e se proceder eleições indiretas.
Impeachment não passará e renúncia é improvável.
Eleições indiretas é o melhor caminho nesse momento, pois se pode escolher um nome de fora que tenha mais credibilidade. continuar lendo

Roberto Ferreira de Macedo, não entendi... Eleições indiretas sem o Temer sofrer impeachment ou renunciar? Como? continuar lendo

Julio Alessio, boa noite.
Independentemente da forma como o Temer sair (renúncia, impeachment, cassação da chapa Dilma-Temer pelo TSE), deve-se seguir o que a Constituição Federal determina e se realizar nova eleição de maneira indireta. Esse entendimento baseia-se no princípio de que a Constituição prevalece sobre qualquer lei infraconstitucional. continuar lendo

Julio.
Parágrafo 1º

Art. 81. Vagando os cargos de Presidente e Vice-Presidente da República, far-se-á eleição noventa dias depois de aberta a última vaga.

§ 1º - Ocorrendo a vacância nos últimos dois anos do período presidencial, a eleição para ambos os cargos será feita trinta dias depois da última vaga, pelo Congresso Nacional, na forma da lei.

§ 2º - Em qualquer dos casos, os eleitos deverão completar o período de seus antecessores. continuar lendo

Julio:
A chapa Dilma/Temer pode vir a ser cassada.
É uma alternativa de solução para o momento. continuar lendo

É prematuro falar em renúncia ou em impedimento. Por ora o que se ouviu foi um texto desconexo de um empresário que deve muito ao BNDES, Lula, Dilma e PT.

Não existe nada, absolutamente nada de comprometedor na gravação apresentada.

Ouvi apenas um empresário confessando suas canalhices e tentando pescar algo de comprometedor para pagar sua dívida com Lula e Dilma.

-Estou de bem com o Eduardo......
- Tem que manter isso viu.....

Onde está o crime ou o aval?

No contexto da conversa é notório que o empresário canalha estava buscando algo para comprometer ao Temer.

Tenho comigo que foi uma ação orquestrada e apresentada justamente na hora em que o país estava apresentando sinais de recuperação.

Enfim, o tempo nos dirá a verdade.

Por ora o sócio da JBS apenas pagou parte de sua dívida para com o BNDES, Lula e Dilma. continuar lendo

Sim, claro!

A Friboi é do filho do Lula e o Aécio pediu dinheiro ao filho do Lula (não sendo montagem, sua teoria da conspiração é sem lógica nenhuma). continuar lendo

Também tive essa sensação de ação orquestrada.
Mas, o presidente de um país ouvir confissões de um conhecido corrupto e não tomar nenhuma providência, não dá para passar despercebido.
Discordo completamente da liberdade que ele agora usufrui, porque sua dívida com o Brasil é infinitamente maior. Isso sim, me cheira mal. continuar lendo

Enquanto ele confessava o Presidente da República confirmava e endossava todas as práticas. Nada de mais isso, né? continuar lendo

''Onde está o crime ou o aval?''

Meu caro, você mesmo tipificou a conduta do nosso presidente, mas não percebeu.

O crime está justamente na omissão. O chefe do nosso executivo toma nota de que há um crime em vias de ser consumado e simplesmente se omite quanto a tal conduta, tipificando o crime de prevaricação (Art. 319 do CP). Você não consegue enxergar isso, pois procura uma atitude comissiva, o que realmente não houve, pelo menos não nessa parte do áudio, mas que também é desnecessária para tipificar a conduta ilícita. continuar lendo

''Por ora o sócio da JBS apenas pagou parte de sua dívida para com o BNDES, Lula e Dilma.''

Neste trecho fica claro o quão alienado o Sr. está. Na mesma delação, os irmãos Batista admitem o repasse de mais de 80 milhões em propinas para a Dupla Lula e Dilma, em contas do exterior. O Senhor realmente se dispôs a ouvir toda a gravação, ou só a parte que lhe conveio? continuar lendo

Sua teoria da conspiração ficou mais ficou mais fraca ainda, pois segundo a matéria abaixo ele o dono JBS disse que transferiu R$150 milhões para campanhas do Lula e da Dilma no exterior.

http://g1.globo.com/politica/noticia/dono-da-jbs-diz-ter-transferido-us-150-milhoes-no-exterior-para-campanhas-de-lula-e-dilma.ghtml continuar lendo

Creio que alguns não leram direito ou, não entenderam meu comentário. São dois fatos distintos e que não se comunicam. O do Aécio que é de data bem anterior a esta gravação do Wesley que em nada se comunicam. Se alguém ouviu o presidente confirmar e anuir o crimes confessados pelo Wesley, ouviu otra gravação. É, inclusive, uma quetão de gramática e de capacidade cognitiva. Por outro lado, não é dever do presidente solicitar providências, mormente quando é uma conversa a dois, sem qualquer outra prova. Apenas um dos interlocutores gravou a conversa. O canalha. continuar lendo

Matheus, ou demais comentaristas. Tipifique para mim o crime contido neste seu comentário. Pode ser que eu tenha faltado nesta aula e você tenha ido. Desde quando o presidente da República tem poder de polícia e o dever de agir? Os doutores de plantão inovam direito. Vamos deixar o STF julgar. continuar lendo

Fernando e Wesley, se vocês tivessem lido e compreendido meu comentário não comentariam a bobagem que comentaram. continuar lendo

Nadir você é perfeito na sua avaliação, meus parabéns pois foi um dos poucos lúcidos a comentar o lamentável episódio é digo lamentável pois além de uma ação orquestradas para derrubar o presidente nada houve de crime ali e a renúncia ou impedimento desta vez sim é Golpe !!! Um grande abraço continuar lendo